SEGUNDA SEM CARNE – DESCUBRA NOVOS SABORES

por | fev 22, 2016 | Estilo de Vida

Como já disse no último post, não existe dia certo para começar mudanças positivas nas nossas vidas, um hábito saudável pode e deve começar o mais rápido possível (leia aqui o post sobre como mudar seus hábitos em 7 passos). Mesmo sabendo disso, já é um fato que a segunda-feira é mundialmente conhecida como o dia para mudanças, então o que acham de mudar pelo menos uma vez por semana para praticar um hábito que trará um enorme benefício para todos? É isso que a Segunda Sem Carne propõem.

A Campanha Segunda Sem Carne tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os impactos negativos do uso de produtos de origem animal para alimentação, tanto sobre  os animais, quanto para a sociedade, a saúde humana e  o planeta. A proposta é tirar alimentos de origem animal PELO MENOS uma vez por semana, descobrindo novos sabores por um bem maior.

A campanha já está presente em 35 países e possui embaixadores como Paul McCartney, foi lançada em São Paulo em outubro de 2009 e já é apoiada por inúmeros líderes internacionais.  Vou mostrar para vocês alguns dados que mostram os impactos de comer carne em diversos aspectos.

HelpMeatFreeMondayMakeANEWVideo_0714_NewsBody

Pelas pessoas – saúde humana

Uma alimentação rica em vegetais favorece a prevenção de doenças crônicas e degenerativas como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, obesidade, diversos tipos de câncer e diabetes.

Pelas pessoas – sociedade

Grande parte dos grãos produzidos mundialmente vai para a alimentação de animais, incluindo 60% do milho e da cevada e até 97% do farelo de soja. A maioria destes produtos animais é consumida pelos povos mais ricos, mais de um bilhão de pessoas passam fome no planeta e as carnes são uma fonte de alimentos muito ineficiente, além de demandar recursos escassos, como água e terra boa, que poderiam ser usados diretamente para a alimentação humana.

“A indústria da carne, além de danos para o meio ambiente e para os animais, é reconhecida por apresentar condições de trabalho por vezes péssimas, como apresentado no documentário Carne e Osso da organização Repórter Brasil. Para piorar, quando a gente pergunta sobre a escravidão no Brasil, muitos vão dizer que ela acabou no século 19, com a declaração da lei áurea, certo?! Mas não, no Brasil ainda há muita escravidão e segundo a Comissão Pastoral da Terra, 51% dos casos de trabalho escravo estão ligados à pecuária.”

Pelos Animais

Mais de 70 BILHÕES de animais terrestres são mortos por ano no mundo, sem contar com os animais aquáticos, a justificativa de tanta morte é a alimentação humana. Isso quando o reino vegetal possui capacidade de nutrição para todos, uma alimentação vegetariana é ética, saudável e sustentável. Devemos começar a pensar e repensar nos hábitos que temos que geram sofrimento a outros seres vivos, hábitos que geram exploração ou tira a liberdade de uma espécie que não consegue se defender.

“Se desejamos uma sociedade pacífica, que tal tirar a violência do nosso prato?!”

Pelo Planeta

Com mais de 7 bilhões de pessoas na Terra, precisamos criar bilhões de animais para alimentar a indústria da carne, esses animais consomem água, comida e recursos energéticos, precisam de espaço e produzem muito excrementos, poluindo mananciais e gerando poluição atmosférica.

“A criação de animais para abate é uma forma ineficiente e ecologicamente problemática de produzir alimentos:

 

 

 – O setor de produção animal é um dos maiores responsáveis pelos mais sérios problemas ambientais, em todas as escalas, da local à global (fonte: FAO/ONU, 2009).

– Devido ao uso intensivo de água na cadeia de produção de carnes, um consumidor médio de carne demanda indiretamente mais de 3.800 litros de água a cada dia. (fonte: Bureau of International Information Programs, United States Department of State, 2011).

– A produção de 1 quilograma de carne bovina no Brasil emite 335 quilogramas de gás carbonico (CO2), equivalentes às emissões de dirigir um carro europeu médio por cerca de 1.600 quilômetros. (fonte: Schmidinger K, Stehfest E, 2012)

– O setor pecuário é responsável por 14,5% das emissões de gases do efeito estufa globais oriundas de atividades humanas (fonte: FAO/ONU, 2013)

– A pecuária é responsável pela maior parte do desmatamento na Amazônia Legal (fonte: Governo Federal, PPCDAM, 2009 – pág. 34)

– 1 quilograma de carne bovina demanda, durante sua produção, o consumo de 5 a 10 quilogramas de alimentos vegetais, representando um modo ineficiente de produção e um desperdício de área plantada e de alimentos vegetais que poderiam ser melhor utilizados (fonte: FAO, 2012 – pág. 16)

– Fazendo a substituição calórica da carne consumida apenas 1 dia da semana por fontes proteicas vegetais, atinge-se o mesmo impacto positivo (em termos de mudanças climáticas) que comprar toda a comida da semana de fornecedores locais (fonte: Weber CL, Matthews HS. 2008.)

– Apenas um dia da semana sem carnes pode reduzir em até 5% a Pegada Ecológica relacionada a alimentos do paulistano médio (fonte: WWF, 2012, pág. 67). Imagine todos os dias sem produtos de origem animal 😉”

Vejam como não é difícil tirar a proteína animal da sua rotina. Separei algumas receitas para inspirar vocês! 🙂

Pão de Mandioquinha (VEGANO) – Receita: Astrid Pfeiffer – Clique aqui para ver a receita!

Pão-de-mandioquinha

Falafel Assado (VENANO) – Receita: Pati Bianco – Clique aqui para ver a receita!

falafel assado 3

Curry de Grão de Bico (VEGANO) – Receita: Pati Bianco – Clique aqui para ver a receita!

Curry de grão de bico

Coxinha funcional (VEGANA) – Receita: Pati Bianco – Clique aqui para ver a receita!

Coxinha saudável

Leite de Amêndoas (VEGANO) – Clique aqui para ver a receita!

VLUU L100, M100 / Samsung L100, M100

Sorvete de Banana com Cacau – Renata Schaitza – Clique aqui para ver a receita!

sorvete de banana com cacau

 

Esses são só alguns exemplos de lanches e refeições sem produtos de origem animal, a diversidade é grande e temos muitas fontes nutritivas de proteína dentro do mundo vegetal.

O Feed Your Soul apoia a #segundasemcarne! Vamos descobrir novos sabores, se cada um fizer a sua parte, juntos conseguimos fazer uma grande diferença!

Salvar

Salvar

Salvar

Renata é a criadora do blog, tem 27 anos e mora em Curitiba. É formada em Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Marketing Digital e gosta de escrever sobre viagens, estilo de vida e veganismo . Tenta sair sempre da zona de conforto e das rotas turísticas, o objetivo é explorar cada cultura e dar dicas legais para pessoas que se identificam. Criou o blog com o objetivo de inspirar as pessoas, compartilhando fotografias lindas, dividindo seus hábitos e dando dicas de lugares que precisam ser conhecidos.

Relacionados

Comments

comments