CONHECENDO ISTAMBUL EM 3 DIAS

por | out 27, 2015 | Turquia

Istambul foi o nosso segundo destino, saímos de Roma no dia 05/10 e pegamos um vôo direto para o Aeroporto Internacional Sabiha Gökçen. Esse aeroporto fica no lado asiático de Istambul e foi batizado em honra da primeira mulher piloto de combate do mundo, filha adotiva do fundador da república turca, Atatürk.

Pegamos um vôo da Pegasus Airlines, que atrasou mais de 3 horas, então chegamos bem tarde em Istambul. Não queríamos pegar táxi (e recomendo que ninguém pegue também, vou contar o motivo já já), então descobrimos uma empresa de transfer (HAVATAS) que saía direto do aeroporto e parava em uma praça que ficava algumas quadras do nosso hotel.

Ok, era bem perto, só não sabíamos que o nosso hotel ficava em uma ladeira com 90º de inclinação.

31 30

Escolhemos um hotel no bairro Taksim (Holas Apartments). Tinha cozinha pra gente fazer café da manhã e era perto de uma das principais praças da cidade, com muitos restaurantes, bares e comércio. No dia que chegamos já paramos em um mercadinho e compramos iogurte com frutas secas para o dia seguinte!

1

Deixamos as malas no hotel e fomos caminhar pela vizinhança, perto da Praça Taksim tinha uma rua LOTADA de restaurantes e lojas. Como sempre estamos com fome, resolvemos parar em uma das barraquinhas e experimentar essa famosa comida típica (döner kebap), é como se fosse um wrap de churrasco com molho de iogurte, alface e tomate. Acho que também tinha uma batatinha frita escondidinha ali no meio, mas se eu não vi não conta.

28

Pelo menos para mim, a viagem não é completa sem um tour gastronômico, então fomos no mesmo dia experimentar as sobremesas típicas da Turquia. Fomos comer em uma das redes mais famosas do lugar, tinha lojas do Hafiz Mustafa por toda a parte. O lugar era bem bonito e as sobremesas eram de dar água na boca, entramos e pedimos duas sobremesas, um chá e um café turco.

27

7 8

No dia seguinte acordamos as 6 a.m com a reza ecoando pela cidade, os muçulmanos rezam 5 vezes ao dia e é feito um chamado para todos ouvirem, ficamos bem surpresos porque nunca tínhamos ouvido e não estávamos esperando por isso, mas foi bonito!

Clique aqui para ouvir a reza!

Depois que levantamos, fomos fazer os programas turísticos e passear, começamos o dia conhecendo a Mesquita Azul. Pegamos um metrô perto do hotel e paramos quase em frente!

9

13 12

Se lembrem de ir de calça comprida e casaco. Se esquecerem de levar um lenço, existem várias vendinhas do lado de fora para comprar (comprei por 15 TRY). Se você entrar na fila despreparada, eles vão te dar um pedaço de pano azul para cobrir seu cabelo, mas é comunitário então acho melhor levar um!

11

Depois de conhecer a mesquita, fomos caminhando para o Grand Bazaar, provavelmente o maior e mais antigo mercado coberto do mundo, situado no bairro histórico de Eminönü, distrito de Fatih, da cidade de Istambul. Muita louça, muitos temperos, frutas secas, castanhas e MUITO OURO (Inshallah).

17

25 24

É bem divertido ficar caminhando lá dentro por um tempo, mas juro, é interminável. Eu tenho mania de fazer o supermercado na ordem certa, ir de fileira em fileira, lá é impossível e isso me deixou nervosa hahaha. Chega uma hora que você não sabe mais o que já viu e o que falta ver, mas começa a ficar tudo igual então tudo bem!

5

Saímos de lá e fomos caminhar pelas ruas, muitos cafés e muitos restaurantes charmosos. O plano era ir almoçar embaixo de uma ponte famosa que me indicaram, e nós fomos. Mas fomos sem GPS, sem wi-fi e sem saber a distância, então acabamos desistindo e voltando para a rua que estávamos.

26

Paramos para almoçar em um restaurante (Incir Limon Cafe) que estava muito convidativo, o dono já tinha nos chamado da primeira vez que passamos por ali. Os turcos são MUITO receptivos, você até estranha, eles te chamam para tomar chá e conversar o tempo inteiro, tomávamos uns 10 chás de maçã por dia acho.

23

O almoço estava fresquinho e delicioso, super indico esse lugar para quem estiver passando por lá, hummus delicioso, molho de iogurte, chilli, berinjela grelhada e pão para comer junto, tudo feito na hora!

Para finalizar o passeio turístico na parte antiga de Istambul, fomos conhecer a antiga cisterna Yerebatan Saray. É incrível, muito bonita e muito legal de pensar que foi construída a tanto tempo e que era funcional. Dentro dessa cisterna, hoje estão duas cabeças de medusa, não se sabe ao certo de onde elas vieram, mas dizem que elas foram retiradas de alguma construção antiga do período romano.

22 21

Fomos para o hotel tomar um banho e já saímos de novo, como só íamos ficar mais um dia, precisávamos conhecer tudo que queríamos. De noite fomos conhecer o bairro Ortaköy, fica em frente ao Bósforus no lado europeu de Istambul. É um lugar com vários bares, restaurantes e uma praça com umas 10 barraquinhas que vendem o mesmo prato típico. Como o lugar estava vazio, quando passávamos todas as barraquinhas ficavam gritando e chamando a gente, tentando competir para ver quem ia vender a batata recheada (Kumpir)!

20 19

Batata recheada com chilli, cuscuz, patê de azeitonas, milho, muita manteiga e queijo!

4

Ficamos um pouco, dividimos uma cerveja local para experimentar e fomos embora (achamos as bebidas alcoólicas caras em Istambul, a religião é contra então eles não incentivam).

Dormimos e no outro dia já precisávamos arrumar tudo porque íamos embora. O plano era pegar o ônibus noturno para a Capadócia, mas achamos uma passagem aérea pelo mesmo preço, então compramos. Entrei no booking pelo celular e já reservei um hotel para essa noite extra. (Só mudem os planos se tiverem tudo planejado, passamos um apertinho mais tarde por causa disso).

Bom, com tudo reservado, pegamos um metrô e fomos almoçar na Galata Tower (ponte que tentamos ir no dia anterior). Perto da ponte tem um mercado de especiarias, com muitos temperos e frutas, fomos passear um pouco lá antes do almoço.

16

As pessoas pescam nessa ponte, e embaixo dela tem vários restaurantes que fazem o peixe pescado na hora.

18  15 14

O Dan pediu um frango ao curry e eu pedi cogumelos e legumes assados e gratinados, estava perfeito, super temperado e gostoso!

          3

Depois do almoço voltamos para o hotel, pegamos nossas coisas e partimos para o aeroporto.

DICA: Não pegue táxi em Istambul, a não ser que seja um trajeto curto e você já saiba qual é o valor justo a ser cobrado. Para vocês terem noção do tanto que eles tentam enganar turistas, queriam nos cobrar 60 TRY para ir à outro bairro, depois de tentar negociar e fingir que íamos embora ele fez por 40 TRY, não aceitamos e conseguimos com outro taxista por 25 TRY (deveria valer 10 TRY). Então pesquise, saiba as distâncias e negocie o valor!

IMPORTANTE: Se vocês pensam que falando inglês vão conseguir se virar em qualquer lugar do mundo, vocês estão enganados. Quando compramos a passagem de avião para ir à Capadócia, pegamos um vôo até uma cidade perto, daí tivemos que ir para a rodoviária dessa cidade e pegar um ônibus para Göreme (cidade da Capadócia que ficamos hospedados). Acontece que, paramos em uma rodoviária que NINGUÉM falava inglês, eu era a única mulher e o nosso ônibus não chegava. Ok, o ônibus atrasou, se você entende o que dizem você fica tranquilo, mas é muito ruim não saber o que está acontecendo. Depois de muita mímica e ligações em turco com a recepção do nosso hotel, conseguimos entrar no ônibus certo.

 

 

Renata é a criadora do blog, tem 27 anos e mora em Curitiba. É formada em Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Marketing Digital e gosta de escrever sobre viagens, estilo de vida e veganismo . Tenta sair sempre da zona de conforto e das rotas turísticas, o objetivo é explorar cada cultura e dar dicas legais para pessoas que se identificam. Criou o blog com o objetivo de inspirar as pessoas, compartilhando fotografias lindas, dividindo seus hábitos e dando dicas de lugares que precisam ser conhecidos.

Relacionados

Comments

comments